Breitling 
 Jet Team


+ Saber mais
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-f925cdb3bd-1-7.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/Capture%20d’écran%202013-08-21%20à%2014.56.19.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-35a996edf9-3-7.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-a038a7ff0a-4-6.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-f459e0bf85-5-6.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-f5a0c439f7-6-5.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-ee4ee49800-7-5.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-5000e80831-8-5.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-a6160f7b63-9-5.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-fd97b7e2e6-10-5.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-2ec438a2fd-11-5.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-96528bac89-12-3.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-aeadc27ff4-jet_team_2.png
http://cdn4.breitling.com/asset-version-d41d8cd98f-

A única patrulha civil profissional no mundo a voar em jactos, a Breitling Jet Team oferece a cada uma das suas aparições um espectáculo de acrobacia surpreendente. Uma dança cuidadosamente regulada onde os aviões evoluem perfeitamente a menos de 3 metros dos outros, a cerca de 700 km/h e com acelerações que vão até aos 8 G! Um misto de audácia, de velocidade e de precisão.

Esta formação única no seu género - revestida de preto e cinza escuro - é composta por 7 L-39 Albatros, jactos de treino militar de dois lugares de fabrico checo, rápidos e potentes. Os pilotos são profissionais com larga experiência vindos na maior parte dos casos da aviação de caças francesa, ou até mesmo da Patrouille francesa. A Breitling Jet Team efectua cada ano cerca de 50 demonstrações por toda a Europa, em encontros aéreos, prémios de formula 1, eventos desportivos, etc. A patrulha possui os seus próprios mecânicos, para garantir a disponibilidade dos aviões e a segurança para uma manutenção extremamente meticulosa. No total trabalham doze pessoas a tempo inteiro para permitir estas evoluções, aliança única entre profissionalismo e paixão. No encontro de Buochs, a Breitling Jet Team efectua todos os dias um show que reúne as figuras mais deslumbrantes. Os pilotos levam de seguida os passageiros para os voos acrobáticos em formação - uma ocasião única no mundo de descobrir as sensações fortes do voo a jacto.



Jetman


+ Saber mais
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-b285bde7a9-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-03cd5d5370-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-ece1040dbc-3.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-bb34073f39-4.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-cdb44d3815-5.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-33a00bde67-6.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-5f36561e3c-7.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-67f9cb85b4-8.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-447625c7be-9.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-51ec85e352-10.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-f757321586-11.jpg
http://cdn4.breitling.com/asset-version-d41d8cd98f-
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-61bc56de79-rossy-canyon.png
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-92db6479f7-rossy-1.png

Rasgar os ares a mais de 200 km/h com uma asa equipada com quatro reactores: esta é uma proeza inédita realizada pelo suíço Yves Rossy, e que lhe valeu o nome de Jetman. Homem-pássaro, inventor e desportista, este piloto de linha aérea profissional é digno herdeiro dos "fous volants" que marcaram o começo da aviação.

Em criança, no cimo de uma árvore, Yves Rossy jurou para si próprio: «Quando for grande, vou ser pilotos.» Pilotos com um s, porque para além da vontade de voar, tinha já sede de múltiplas aventuras e gosto pelas sensações fortes. Hoje, já realizou o seu sonho e inscreveu o seu nome nos anais da aeronáutica.

Nascido na Suíça em 1959, Yves Rossy serviu dos 20 aos 28 como piloto militar profissional em Hunter, Tiger F-5 e caça bi-supersónico Mirage III. De 1988 a 2000, foi co-piloto na Swissair, e trabalha desde então como comandante de bordo na Swiss International Airlines.

Em paralelo com a sua carreira profissional, explora muito rapidamente várias formas de romper os ares : pára-quedas, queda livre, skysurf, asa delta, parapente, acrobacias com um biplano, etc. Ficou conhecido por inúmeras proezas um pouco loucas, como um voo preso pelas mãos às asas de dois aviões ou um salto em skysurf de um balão de ar quente. Afirma-se igualmente com um desportista de múltiplos talentos. É assim que realiza uma volta pela Suíça encadeando, em apenas um dia, 25 meios de locomoção (avião, moto, snowboard, esqui, alpinismo, parapente, VTT, salto com elástico, helicóptero, queda livre, rafting, hydrospeed, kayak, viatura de desporto, asa delta, equitação, barefoot, esqui náutico, wakeboard, speed boat, etc).

Espírito inventivo e audacioso, Yves Rossy desejou sempre desenvolver novas técnicas de voo e multiplicar os testes com inúmeros aparelhos. Em 2002, uma asa insuflável permitiu-lhe fazer os 12 km que separam as margens suíça e francesa do lago Léman. Mas nascia já um outro desafio na sua mente: tornar-se o primeiro "homem voador com reacção" do mundo graças a uma asa munida de reactores. Após os primeiros ensaios não concluídos com uma asa insuflável, concebeu uma asa rígida e desdobrável em carbono. Em Junho de 2004, consegue fazer o primeiro voo horizontal de seis minutos com dois reactores. Dois anos mais tarde, equipado com quatro reactores, consegue subir pela primeira vez em pleno voo.

No dia 26 Setembro de 2008, Yves Rossy entra para a história ao atravessar o canal da Mancha com a sua asa a reacção - 99 anos depois da lendária proeza de Blériot. Largado de um avião Pilatus Porter acima de Calais (França), mergulha centenas de metros a quase 300km/h, antes de desdobrar e estabilizar a sua asa e de se dirigir a quase 200km/h na costa inglesa. Para além da sua asa, leva como equipamento um capacete, um altímetro no pulso, um cronógrafo para verificar o consumo de querosene, gás para fornecer energia - e o seu próprio corpo para assegurar a direcção e a altitude. Pousa 9 minutos e 41 segundos mais tarde em pára-quedas num campo perto de Douvres (Grã-Bretanha), diante das câmaras do mundo inteiro.

Após ter concebido uma nova asa com um único apoio, mais pequena e mais estável, Jetman formula agora inúmeros projectos, dos quais a travessia do Grand Canyon, no Colorado. Para realizar estas proezas mais perto dos espectadores, pretende igualmente prender-se a um pára-quedas pirotécnico que lhe permitirá evoluir a menos de 200 metros do solo. Tornar-se mais que nunca pilotos com s.



Breitling 
 Super Constellation


+ Saber mais
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-aa7cbc06b1-1-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-3c89b13ce3-2-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-3566109dca-3-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-fa65facdd5-4-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-0dc6a202c6-5-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-700e3ea7b9-6-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-a3b700365c-7-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-96013140e2-8-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-fd8edbfc23-9-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-cb45c41f27-10-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-80640ad6c2-11-2.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-4c08eb93e3-12.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-71f0a9b98b-13.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-42efe7b0a5-14.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-6a7879841b-15.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-8b8e45037d-16.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-5fb6c2c681-17.jpg
http://cdn4.breitling.com/asset-version-d41d8cd98f-

Para os amantes da aeronáutica, o Lockheed Super Constellation continua a ser um dos mais belos símbolos da conquista dos ares. Dotado de quatro motores «turbo-compound» hiper-potentes, este magnífico avião a hélices dominou o transporte civil nos anos 50 impondo-se como o «rei do Atlântico», capaz de atravessar o oceano sem escala. Servia então as grandes companhias aéreas do mundo e estabelecia novos standards de conforto e de luxo. Sem falar da sua silhueta incomparável, com a sua fuselagem aerodinâmica relembrando a forma de um golfinho e a sua tripla empenagem vertical. O Breitling Super Constellation «Star of Switzerland» é um dos três últimos «Super Connies» em voo no mundo e o único com base na Europa. Construído em 1955, voou 17 anos pela força aérea americana antes de começar uma segunda carreira civil. Foi restaurado nos anos 90 por um grupo de apaixonados e voltou ao Velho Continente em 2004. Desde então, participa regularmente em diversos encontros aéreos, e cada uma das suas aparições entusiasma os espectadores, de todas as gerações. Ao apoiar este projecto, a Breitling pretende contribuir para a salvaguarda de uma verdadeira lenda voadora, que é também a mais bela testemunha da idade de ouro dos aviões a hélices.



Breitling 
 DC-3


+ Saber mais
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-d9eee5aa44-1-10.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-26f6984bed-2-10.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-586b2c62d3-3-10.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-06405a1fd8-4-9.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-e3226e1fa2-5-9.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-81c8ce2e67-6-8.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-98bb6864c1-7-8.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-4451aba4e3-8-8.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-cdcf541b1f-9-7.jpg
http://cdn4.breitling.com/asset-version-d41d8cd98f-

O bimotor de hélices Douglas DC-3 levantou voo pela primeira vez em 1935 - nestes anos a Breitling fornecia os seus primeiros cronógrafos de bordo aos aviões civis e militares. Graças a estas performances sem igual, à sua robustez, ao baixo consumo e ao largo raio de actividade, este modelo revolucionou o mundo do transporte aéreo ao permitir pela primeira vez voos comerciais seguros e rentáveis, com um mínimo de escalas. No final dos anos 30, equipava a maioria das companhias americanas e europeias. Durante a segunda guerra mundial, o DC-3 teve um papel importante - nomeadamente na sua versão Dakota - no transporte de tropas. Apelidado de «avião de desembarque», conheceu a sua hora de glória em Junho de 1944 ao assegurar a remoção de inúmeros planadores e a largada de milhares de pára-quedistas nas costas da Normandia. O general Eisenhower prestou-lhe homenagem ao colocá-lo entre os quatro «pilares» da vitória em África e na Europa. O DC-3 HB-IRJ que voa com as cores da Breitling foi construído em 1940 pela American Airlines. Apesar das suas 75 000 horas de voo, está num estado de conservação excepcional. Adquirido aos Estados Unidos da América, foi restaurado em Miami, depois escoltado até ao velho Continente, onde participa em diversos eventos aeronáuticos. Graças à sua cabine perfeitamente restaurada, o DC-3 Breitling pode ser utilizado em Buochs para voos com passageiros.



Breitling 
 Wingwalkers


+ Saber mais
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-7202e75e7e-1-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-6ff628623a-2-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-78a4d0fc63-3-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-cd50b52782-4-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-9d9e032d37-5-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-dcaaac1999-6-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-188ee64da6-7-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-d79f1867ef-8-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-c64120a735-9-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-fdf240e327-10-1.jpg
http://cdn3.breitling.com/media/breitling/image/0/airtime_normal/asset-version-ebb1e3a723-11-1.jpg
http://cdn4.breitling.com/asset-version-d41d8cd98f-
http://cdn4.breitling.com/asset-version-d41d8cd98f-

Os Breitling Wingwalkers unem num espectáculo de cortar a respiração, dois tipos de acrobacia: a dos aviões que evoluem em formação e a de dois acrobatas pendurados no centro da asa superior que executam um programa coreográfico sincronizado - em pleno voo e em pleno céu. Uma forma de recordar as famosas "barnstormers", equipas de pilotos e duplos que se produziram um pouco por todo o lado no período entre as duas grandes guerras. Esta formação única no mundo já se fez conhecer pelos inúmeros shows na Europa, mas também noutros continentes, misturando audácia e precisão. Os dois aviões utilizados para as performances são biplanos Boeing Stearman com cockpits abertos datados dos anos 40, com o seu característico barulho dos motores de 450 cavalos e um sistema de fumo sublinhando as evoluções. Em Buochs, para além do espectáculo da acrobacia cotidiano, os Breitling Wingwalkers levam passageiros firmemente presos à asa superior do biplano para voos pelo meio das montanhas a cerca de 185 km/h. Uma experiência menos acrobática que os seus shows habituais - mas uma forma inédita e espectacular de rasgar os ares como uma ave.